Mercedes-Benz lança bitrenzão blindado


Compartilhe com os Amigos
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Mercado de caminhões blindados no Brasil mantém uma média de venda de 250 a 300 unidades por ano desde 2010.

Ralfo Furtado – Revista Carga Pesada

Se por um lado o mercado geral para caminhões encolheu mais um pouquinho este ano – 15% menor que 2016, segundo Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing e Peças & Serviços Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil – por outro, os tempos bicudos e consequente falta de segurança no transporte de cargas valiosas trouxeram atenção para um nicho de transporte que não sofre sobressaltos. A evolução do mercado de caminhões blindados no Brasil mantém uma média de venda de 250 a 300 unidades por ano desde 2010.

A empresa líder do setor, a Prosegur, acaba de adquirir sete caminhões Axor 2644 8×4 blindados desenvolvidos pela Mercedes-Benz especialmente para ela. Eles podem tracionar semirreboques como o bitrenzão (composição de 10 eixos), assegurando uma capacidade volumétrica de carga de 175 metros cúbicos (100 no primeiro semirreboque e mais 75 no segundo), com até 74 toneladas de PBTC.

O extrapesado é o maior caminhão blindado da América Latina.

Os bitrenzões, semirreboques com quarto eixo extra, vão transportar objetos de valor que requerem mais espaço do que o disponível no blindado sobre o chassis 915E, esse que a Prosegur também acaba de comprar mais 134 unidades da Mercedes-Benz, para renovação de frota, depois de outros 40 adquiridos anteriormente para suas operações no Chile.

Você pode estar se perguntando que tipo de carga requer quatro toneladas de blindagem? Por enquanto, o alvo são eletroeletrônicos, medicamentos, joias e até ingressos para espetáculos e competições esportivas, produtos e mercadorias de alto valor agregado. Mas é só você acompanhar o noticiário policial sobre roubos de cargas para imaginar o improvável.

Segundo Rubens Carbonari, diretor da Prosegur, o bitrenzão dispensa escolta: o motorista, que tem treinamento especial, viaja com outros 3 seguranças fortemente armados, todos dentro da cabine com blindagem nível 3, rastreados nas 24 horas, inclusive com imagem e tem atrelamento e desatrelamento com acionamento remoto. Isso reduz o valor do seguro da carga e torna esse frete especial compatível.

Questionado sobre quanto custa esse frete, Carbonari escorregou, dizendo que é muito variável em função do tipo de mercadoria, do peso, da distância a ser percorrida, dos locais do embarque e descarga etc etc. Mas revela que o transporte de cargas valiosas representa, hoje, 2% do faturamento da empresa e ele projeta um crescimento de 15%.

O diretor regional da Prosegur conta que a companhia está investindo mais de R$ 5 milhões na ampliação da frota e no desenvolvimento de soluções para o transporte de mercadorias com alto valor agregado para atender a crescente demanda de seus clientes por esse tipo de transporte. “Com o aumento da demanda tivemos que investir rapidamente na ampliação da frota”, ressalta o cliente. “Nesse sentido, o Axor 2644 se encaixou como uma luva. Com sua versatilidade e potência, proporcionou a criação de um caminhão capaz de transportar de forma eficiente diferentes tipos de carga em diversas capacidades e combinações. Fizemos os comparativos e ele se destacou em capacidade de carga, qualidade técnica e potência”, diz Rubens Carbonari.

O executivo afirma que pesou muito a favor da Mercedes-Benz poder contar com o atendimento e a assistência especializada da Rede de Concessionários. “Esse é um diferencial da Mercedes-Benz no mercado. Em qualquer lugar do Brasil, podemos contar com peças e serviços da marca. E como a Prosegur atua em todos os estados brasileiros, não podemos abrir mão dessa vantagem. Disponibilidade da frota é essencial na nossa atividade e a rede nos dá essa segurança”. Pelas mesmas razões, 96% da frota de 1.650 veículos da Prosegur são Mercedes-Benz, a grande maioria carros-fortes, além de caminhões e 31 cavalos mecânicos.

Mercedes-Benz oferece customização para os clientes

A blindagem não é feita pela Mercedes-Benz. Existem apenas quatro empresas no Brasil que fazem a blindagem de acordo com a legislação específica para esse tipo de transporte e exigências da Polícia Federal. No caso do veículo montado sobre o chassis 915E – chamado de leve, na comparação com o Axor 2644, embora ele pese 7 toneladas vazio – a montadora trabalha em sintonia fina com o implementador, a ponto de abreviar o tempo médio de conclusão de uma unidade de dez dias para um dia.

Originalmente, o 915E é um chassis de ônibus que sofreu 11 modificações para atender uma solução específica para a Preosegur. Entre as principais modificações está o encurtamento do entre-eixos de 4.500 mm para 3.150 mm, o reposicionamento de componentes, como tanque de ARLA e de combustível, adequação de chicotes elétricos e reposicionamento da coluna de direção. Segundo Marcos Andrade, Gerente de Produto Caminhão, da Mercedes-Benz, também foi desenvolvido um projeto inédito de ar condicionado para carros-fortes que adequa a potência do sistema de climatização da cabine à severa utilização do caminhão e dispensa o uso de dispositivos no teto do veículo. Desta forma, melhora a estabilidade, com a redução do centro de gravidade, e aumenta a altura da cabine para os quatro ocupantes.

Prosegur é a primeira do setor a adquirir o FleetBoard

A Prosegur não só adquiriu os 134 carros-fortes para renovação de frota, como também agregou a cada um deles o sistema de gestão de frota FleetBoard e o Plano de Manutenção “Complete” da Mercedes-Benz. É a primeira empresa do setor de transporte de valores e segurança privada do mercado brasileiro a adquirir veículos já com o FleetBoard de fábrica.

Com a contratação do FleetBoard, o veículo tem toda a leitura de telemetria por meio do sistema de fábrica, além do cliente contar com consultoria para a utilização das informações na busca da excelência operacional. “Além de aprimorar a nossa gestão de frota e reduzir os custos operacionais das operações, o Fleetboard nos possibilitou escolher o veículo mais adequado para cada tipo de operação, seja para trechos urbanos, rodoviários ou até mesmo fora de estrada”, afirma Rubens Carbonari.

Totalmente integrado ao veículo, o FleetBoard é um sistema de gestão de frota e rastreamento integrado com informática, com os recursos da Internet e da telefonia móvel, com funções de rastreamento e bloqueio. Entre os grandes benefícios do FleetBoard para os transportadores destacam-se, em situações reais de uso no Brasil, a redução de até 15% dos custos operacionais, considerando consumo e manutenções, e também maior disponibilidade da frota, o que resulta em mais produtividade e rentabilidade para o cliente.

Prosegur também adquiriu Planos de Manutenção “Complete”

A Prosegur também adquiriu o Plano de Manutenção Mercedes ServicePlus na modalidade “Complete” para todos os veículos, que abrangem revisões preventivas e manutenções corretivas, contando com serviços como guincho e deslocamento mecânico em âmbito nacional por meio da Rede de Concessionários.

A Prosegur tem três linhas de negócios – Soluções Integradas de Segurança, Logística de Valores e Gestão de Numerário e Alarmes – e está presente nos cinco continentes, com uma equipe de cerca de 160 mil funcionários.

Source: Carga Pesada

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Leave a comment