Nova norma prevê pesagem de caminhões em movimento


Documento será lançado no 14º ConstruBusiness – Congresso Brasileiro da Construção, no dia 29 de novembro, na Fiesp

Fiscalizar o excesso de peso de cargas é considerado um dos principais desafios nas rodovias brasileiras. Transportar mais do que o permitido acarreta não apenas em acidentes, tombamento e riscos para frota e a vida dos motoristas, mas também traz impactos significativos para malha asfáltica das estradas.

Para garantir segurança e competitividade para empresas de transporte, concessionárias, usuários e órgãos de fiscalização, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) lançará a norma NBR ISO 15638-20 sobre pesagem em movimento para veículos de carga.

A nova norma prevê especificações para sistemas de pesagem embarcada e em movimento, Weight in Motion, em inglês (WIM) em rodovias. As tecnologias contam com sensores, câmeras, escâneres, sistema de monitoramento por radiofrequência (RFID), entre outros, para fiscalizar veículos e caminhões sem que haja a necessidade das já conhecidas paradas obrigatórias nas balanças rodoviárias, além de identificar danos causados pela carga no pavimento, por exemplo. O sistema já está em teste no país e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) vem se mobilizando para a implantação em 180 pontos de rodovias.

“A norma promoverá integração de usuário, concessionária e órgão regulador e resultará em competitividade das empresas de transporte e segurança nas estradas”, afirma Mario William Esper, presidente da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas e diretor da Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP).

A ABNT NBR ISO 15638-20 faz parte de uma série de 24 documentos internacionais adotados no Brasil pelo Comitê Brasileiro de Transportes e Tráfego (ABNT/CB-016). A ideia é que em breve sejam publicadas normas complementares abordando temas como padronização da estrutura física das estradas, sinalização e equipamentos eletrônicos.

O anúncio será feito durante o 14º ConstruBusiness – Congresso Brasileiro da Construção, no dia 29 de novembro, das 9h às 13h, na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), em evento híbrido. Mais informações e credenciamento podem ser obtidos pelo site

O documento também será disponibilizado no ABNT Catálogo

Responsabilidade de Peso

Na cadeia de transporte de cargas, o excesso de peso é considerado o grande vilão nas estradas brasileiras. Para garantir a adesão do setor a um movimento amparado por legislações, normas, certificações e aplicação de novas tecnologias para conter os impactos em veículos e rodovias causados pela sobrecarga, a ABNT participa de inúmeras iniciativas. Uma delas é a parceria com o Sindicato da Indústria de Mineração de Pedra Britada do Estado de São Paulo e Sindicato das Indústrias de Extração de Areia do Estado de São Paulo (Sindipedras/Sindareia), para garantir processo de certificação do Limite Legal de Peso.

O Programa Específico de avaliação do Limite Legal de Peso (PE 423) tem o objetivo de certificar as empresas associadas ao Sindipedras/Sindareia a partir da implantação de um sistema de gestão de seus serviços. Dessa forma poderão melhorar sua eficiência e reputação no setor de agregados, mostrando idoneidade e confiabilidade de suas operações comerciais, particularmente na precisão da quantificação dos produtos adquiridos pelos clientes, além de obterem um diferencial competitivo no mercado.

O post Nova norma prevê pesagem de caminhões em movimento apareceu primeiro em Revista Carga Pesada.

Documento será lançado no 14º ConstruBusiness – Congresso Brasileiro da Construção, no dia 29 de novembro, na Fiesp Fiscalizar o excesso de peso de cargas é considerado um dos principais desafios nas rodovias brasileiras. Transportar mais do que o permitido acarreta não apenas em acidentes, tombamento e riscos para frota e a vida dos motoristas, […]
O post Nova norma prevê pesagem de caminhões em movimento apareceu primeiro em Revista Carga Pesada.

Leave a comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.