Te cuida Titan: Bajaj Pulsar N160 ABS surge na Índia


A Bajaj Auto está vindo aí, não com seus triciclos e riquixás, mas sim com as motos que há muito se espera ver no Brasil e uma delas pode desembarcar por aqui, a Pulsar N160 ABS.

O novo modelo, flagrado anteriormente no país asiático, chega oficialmente ao mercado em duas versões com freios ABS, sendo um com canal único e outra com duplo canal.

A N160 ABS Dual Channel é mais eficiente na frenagem que a versão “mono”, tendo a street da Bajaj outras novidades, como o visual com farol de LED em canhão único na frente, lembrando a Fazer 250.

Ela ainda tem luzes diurnas em LED na carenagem frontal, assim como visual esportivo, com pintura preta e detalhes em vermelho, assim como spoiler e para-lama traseiro envolvente.

A Bajaj Pulsar N160 ABS tem ainda banco duplo e extensões no tanque, além de rodas de liga leve e discos nas duas rodas, sendo eles ventilados, sendo de 230 mm na traseira e 280 mm na dianteira, mas a versão Dual Channel tem disco dianteiro de 300 mm.

A N160 ABS será oferecida na Índia nas cores Carribean Blue, Racing Red e Techno Grey, mas a versão Dual Channel, terá como exclusividade a cor Brooklyn Black.

Esse modelo da família Pulsar – motos de proposta street – tem ainda porta de carregamento USB, tanque de combustível de 14 litros e painel de instrumentos análogo-digital.

A Pulsar N160 ABS tem rodas aro 17 polegadas com um pneu dianteiro 100/80-17 e um pneu traseiro 130/70-17.

Com suspensão traseira monoamortecida, a Bajaj Pulsar N160 ABS pesa 152 kg ou 154 kg com duplo canal dos freios ABS.

Na Índia, a N160 ABS parte de 123.000 rúpias indianas ou R$ 8.165,99 mais exatamente, em conversão direta. No caso da versão Dual Channel, o preço é de 128.000 rúpias indianas ou R$ 8.497,95.

Ainda não se sabe se a Bajaj realmente trará esse modelo e nessas versões, mas com 16 cavalos e 1,48 kgfm, além de 5 marchas, ela se torna concorrente direta da Honda CG Titan.

[Fonte: Autocar Índia]

Notícias Automotivas

Leave a comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.